GUAÍRA: 2º Festival de Tênis de Mesa será realizado no dia 06 de abril

Agende-se!!

Sábado, dia 06 de abril haverá o 2º Festival de Tênis de Mesa, na Praça Duque de Caxias a partir das 13 horas.
O evento é realizado pela Associação dos Mesa-tenistas de Guaíra e tem apoio do Município por intermédio da Secretária de Turismo, Esporte e Cultura. As inscrições poderão ser feitas nas Secretaria das escolas municipais, particulares e estaduais sem custo. A organização pede apenas que quem tiver raquete, leve. Haverá premiação em medalhas.

Luiz Mitsuo Shiomi, mesa-tenista renomado de Guaíra, diz que o intuito do evento, além de comemorar o Dia Internacional do Tênis de Mesa, é também difundir a modalidade para a população, afim de incentivar mais pessoas a participarem dos treinos e serem parte da seleção guairense, que tem se destacado pelas competições regionais, estaduais e nacionais.

Será uma tarde repleta de diversão e fomento ao esporte. O Tênis de mesa é um dos esportes mais famosos do mundo. Em Guaíra a modalidade pode ser praticada no Centro de Treinamento CT Drive, de forma gratuita.

O esporte muda vidas. É a ponte para uma vida com mais saúde, qualidade, disciplina, organização e concentração. Pessoas de todas as idades podem participar do 2º Festival de Tênis de Mesa. Para quem não é estudante as inscrições poderão ser realizadas no dia e no local do evento.

BRASIL: IML identifica 217ª vítima do rompimento de Brumadinho

Divulgação Embaixada de Israel

O Instituto Médio Legal (IML) de Minas Gerais identificou hoje (29) a 217ª vítima do rompimento da barragem de Brumadinho, ocorrida em janeiro passado. De acordo com a Defesa Civil, 87 pessoas estão desaparecidas.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, até o momento, as buscas envolveram 1.850 militares, 31 aeronaves, e 22 equipes com cães de busca. Em média 75 máquinas pesadas e sete drones estão sendo usados em campo, por dia. A região de busca onde foram encontrados mais corpos foi a área administrativa (43 corpos).

Militares do Corpo de Bombeiros de 12 unidades da federação participaram da operação de buscas, além da Força Nacional, Forças Armadas, o Exército de Israel e voluntários.

FONTE: Repórter da Agência Brasil

PARANÁ: Adolescente de 16 anos morre em capotamento.

(Foto: João Frigério l Plantão 190)

Uma adolescente de 16 anos morreu em um trágico acidente no bairro Campo de Santana em Curitiba no início da madrugada deste sábado (20-03). A adolescente estava com o namorado que dirigia um veículo Gol em alta velocidade pela Rua Adolpho Bertholdi quando houve o acidente.

O Gol atingiu um veículo Jetta estacionado e capotou várias vezes. No capotamento a adolescente de 16 anos identificada por Luana de Oliveira foi ejetada e morreu na hora.

Já o condutor do carro sofreu ferimentos sem risco de morte. Ele foi encaminhado a um hospital de Curitiba

GUAÍRA: RESPOSTA RÁPIDA QUANTO AO FECHAMENTO DA PONTE EM GUAÍRA. (ver fotos)

Na manha desta quinta feira (28-03) foi expedido mandato proibitório.

Quando houve a interdição da ponte, nossa Procuradoria Jurídica do Município acionou a AGU – Advocacia Geral da União. Que em conjunto com a PRF, órgão responsável pela via, fizeram os encaminhamentos necessários. Deu resultado!

Foi expedido um mandato proibitório em favor da união, com abrangência em toda a extensão sob responsabilidade de 6 Delegacia de Policia Rodoviária Federal de Guaíra/ PR ( “Rodovia Br 163-do 521 ao Km 567,4. da Br 272 além do trecho compreendido entre o km 0 ao 9,5 da Br 487 na região de alto paraiso”), para o fim dos que:

Abstenham-se de ocupar, obstruir ou dificultar a passaguem nos trechos acima mencionados, seja bloquear,as vias públicas e suas faixas de domínio, seja restringindo ou dificultando a circulação do tráfego por elas, em qualquer sentido. ( ver fotos)

Liminar

 

PARANÁ: Defesa de Richa pede que processo na Lava Jato seja enviado à Justiça Eleitoral

Pedido acontece após STF decidir que crimes envolvendo caixa 2 são de competência da Justiça Eleitoral

Foto: Agência Senado

A defesa de Beto Richa (PSDB) pediu à Justiça Federal, nesta quarta-feira (27-03), que envie o processo que investiga o ex-governador na Operação Integração para a Justiça Eleitoral. Richa foi denunciado pela força-tarefa da Lava Jato e se tornou réu na ação que investiga corrupção, lavagem de dinheiro e associação criminosa na concessão de rodovias federais que fazem parte do Anel da Integração do Paraná.

O pedido da defesa tem como base o novo entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), que disse que a Justiça Eleitoral é quem deve julgar casos de corrupção quando envolverem simultaneamente caixa 2 de campanha e outros crimes comuns, como lavagem de dinheiro. A Lava Jato critica a decisão e acredita que ela pode acabar com a operação.

“O colaborador Nelson Leal Junior declara que “que a relação estreita da empresa com a cúpula do governo ocorria graças às generosas doações de campanha que ela fazia ao sr. Carlos Alberto Richa; Que essas doações eram realizadas muitas vezes por ‘caixa dois’ (…) Que, apesar das conversas em tais reuniões não serem diretas, sempre ficou claro para o colaborador que a pressão exercida pelo Governo para que o aditivo fosse celebrado o quanto antes existia porque a empresa Econorte e Triunfo eram grande financiadoras das campanhas de Carlos Alberto Richa, SOBRETUDO POR INTERMÉDIO DE DOAÇÕES VIA CAIXA DOIS”, justifica a defesa ao pedir a incompetência absoluta da Justiça Federal para a discussão do caso.

Nelson Leal Junior é ex-diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) e assinou acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal (MPF).

No pedido, a defesa ainda pede a rejeição da peça acusatória, alegando que a denúncia é “inepta por descrever genericamente o comportamento delituoso, sem a necessária indicação do modo ou forma pela qual o acusado participou das práticas supostamente delituosas muito menos precisar qual o crime antecedente teria gerado o proveito econômico objeto do crime de lavagem pelo acusado”.

PARANA: Ações da Operação Ágata seguem na região de fronteira com a atuação do BPFron.

O comandante do BPFron – Batalhão de Fronteira se reuniu nesta manhã desta ultima quarta-feira (27-03) na Tríplice Fronteira Brasil (Paraná e Santa Catarina) e Argentina (Missiones), com o Sub Comandante Geral da Polícia Militar de Santa Catarina Coronel Cláudio Roberto Koglin, Ten.- Cel. Marcelo de Wallau, Comandante do 11°BPM/FRON(SMO), Capitão Deiber Haefliger, Comandante da Cia/Fron da PM-SC, General Juan Aurélio Fernandez, Comandante da Policía de San Vicente – Argentina; Comissário Major Enrique Eugênio Camargo, Comandante da Policía de Bernardo Irigoyen – Argentina juntamente com o 1° Tenente Ricardo Pazin de Souza, Comandante da 3ª Cia do BPFron. A reunião tratou de estratégias para o trabalho conjunto na área de segurança pública na fronteira. Posteriormente, foi dado início a uma ação conjunta entre as forças de segurança através de patrulhamentos e bloqueios na região de fronteira.
As ações fazem parte da Operação Ágata, que segue em conjunto com o Exército Brasileiro que iniciou a operação na manhã de domingo (24-03). O BPMOA – Batalhão de Operações Aéreas com o helicóptero Falcão 01 participou das ações no sudoeste paranaense nesta ultima  quarta-feira.
As ações de segurança e fiscalização na região fronteiriça seguem sem data de término.
Mais tarde, ainda na fase de discussões estratégicas da Operação Ágata, reuniram-se na Base Náutica de Entre Rios do Oeste, o Comandante do BPFron Tenente-Coronel Sanson com Rodrigues,Chefe do NEPOM, policiais do CAOP, Luis da segurança institucional da Itaipu acompanhado de demais policiais envolvidos na operação. Foi deliberado sobre locais de operação e outras ações a serem desenvolvidas ainda nesta operação. As ações contam com recobrimento aéreo através do CAOP e Polícia Militar através do BPMOA.

POLICIAIS MILITARES DE MARECHAL CÂNDIDO RONDON APREENDEM PÉS DE MACONHA.

Na tarde desta ultima quarta feira (27-03), por volta das 17h, policiais militares de Marechal Cândido Rondon, receberam informações de que na sacada de um apartamento, localizado na rua Paraíba, no Centro, era possível ver que o proprietário estava cultivando pés de maconha. Diante disso a equipe policial deslocou ao edifício, sendo que ao chegar no apartamento, o proprietário franqueou a entrada da equipe para buscas, sendo constatado pelos policiais que havia 3 pés de maconha na sacada do apartamento, além de certa quantia de maconha num prato na sala do apartamento. Segundo o proprietário, as plantas haviam sido plantadas por ele. Diante disso, o indivíduo e os materiais apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon.

GUAÍRA: Pessoal do Guaíra Runners conquistou 11 troféus na corrida BPFron. (ver fotos)

No ultimo domingo(24-03) a equipe do Guaíra Runners participarão em Marechal Candido Rondon- PR do evento organizado pelo BPFron onde conseguirão um bom resultado comfira,

Cat. masculino geral 5 km: Jonatan Hideyki Nagashima (2° lugar)

cat. masculino geral 9 km: Charles Friedrich (3° lugar)

Cat. femenino geral 9 km Silvia de Carvalho Tristão (1° lugar)

Cat. masculino geral 13 km Eduardo Fonseca (5° lugar)

Cat Masc 40-44 anos: Douglas Friedrich (2° lugar)

Cat Femin 40-44 anos: Lusia Aparecida Mariano (1° lugar)

Masc 45-49 anos: Renato Higuemitsu Aoyague (1° lugar)

Masc 50-54 anos : Cledio Antônio Sganderla (1° lugar)
Vanderlei Gomes Pereira: (3° lugar)

Femin 50-59 anos: Maria José de Rezende Rodrigues (2° lugar)

Masc 60-64 anos: José João Ferri (2° lugar)

MUNDO NOVO: Criatividade e com a galera da mecânica do KIKO.

Em Mundo Novo a galera da mecânica do KIKO faz a diferença enquanto muitos reclamam eles fazem a diferença muito top a iniciativa em fazer algo diferente para reunir os amigos, ao passar la verifique oque e criatividade para encontro com os amigos nos fim de tarde em Mundo Novo. Parabéns pela iniciativa.

 

FRONTEIRA: Operação Ágata é desencadeada na região de fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai.

Com o objetivo de reduzir as ações do crime organizado e práticas ilícitas na faixa de fronteira, deflagrada na manhã do ultimo domingo (24/03) a Operação Ágata conta com a participação do BPFron – Batalhão de Fronteira, uma unidade especializada da Polícia Militar do Paraná que atua no combate aos delitos transfronteiriços na região oeste e sudoeste do Estado.
As ações estão ocorrendo de forma integrada com o Exército Brasileiro que conta com o apoio de outros órgãos das esferas federal, estadual e municipal através da Polícia Militar com seus batalhões de área além da atuação dos batalhões especializados, como é o caso do BPFron – Batalhão de Fronteira contando também com a atuação da Polícia Civil, Receita Federal, Ibama, ABIN, Aeronáutica, Marinha, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal para a fiscalização e combate aos delitos típicos de fronteira principalmente no tocante aos crimes de tráfico de drogas, armas, munições, receptação de veículos e demais ilícitos. A ação de segurança e fiscalização na região fronteiriça seguem sem data de término.