PARANÁ? Governo prorroga situação de calamidade pública por mais seis meses,

Decreto assinado nesta terça-feira foi enviado à Assembleia Legislativa. Medida, que flexibiliza questões orçamentárias e administrativas para garantir recursos ao enfrentamento da pandemia do coronavírus, foi tomada em função do crescimento dos casos e óbitos ocasionados pela doença.

O Governo do Estado prorrogou por mais seis meses o prazo de vigência do Decreto Estadual 4.319, publicado em março, que declarou estado de calamidade pública para enfrentamento e resposta à pandemia do novo coronavírus e terminaria no dia 31 de dezembro. Nesta terça-feira (15) foi  encaminhado à Assembleia Legislativa o decreto 6.543, que trata da prorrogação, para que seja homologado pelos deputados. 

O instrumento jurídico chamado de Estado de Calamidade Pública flexibiliza questões orçamentárias e administrativas para assegurar os recursos necessários para áreas prioritárias como a Saúde. Dessa forma, investimentos previstos no orçamento para outras áreas podem ser redirecionados para fazer frente à crise sanitária, econômica e social decorrente da pandemia, sem ferir a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

A prorrogação também permite a continuidade de diversos contratos emergenciais firmados, principalmente, pela Secretaria da Saúde, para viabilizar medidas de prevenção e enfrentamento da pandemia, que teriam de ser encerrados com o fim da vigência do estado de calamidade pública. 

Em mensagem enviada ao Legislativo, o governo explica que a medida é necessária em função do crescimento dos casos da doença. O Paraná registra nesta terça-feira um acumulado de 336.825 casos confirmados e 6.859  óbitos, desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas foram confirmados mais 2.458 casos e 116 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. 

Monitoramento feito pela Secretaria da Saúde indica que a média móvel de casos e de óbitos em todas as regiões do Estado encontra-se em patamares muito elevados, evidenciando a aceleração da circulação viral. 

 O decreto estadual entra em vigor assim que for aprovado pela Assembleia Legislativa

FONTE: AEN/PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

xxxvom redwap.website fb hot
bf bengali sex porneff.comonly indian porn
sex dehli joxnxx.com fresh hd porn
semaraja hdporn.tech bf dekha
indian girl shitting gofuckgirls.com pak nude
x videos ind justindianporn.pro indian xv videos
mallu kumtaz hot kompoz.eu sonakshi sinha bikni
asham sex letmejerk.fun sri lanka xxx
free indian teen porn videos tubeskanks.com meenakshi sheshadri sex
big booms aunties sex porntsunami.com xvideo reshma
ups battery tubesafari.pro ray ban sunglasses
sleeping girl xnxx sexmixxx.com mimi chatterjee
sexi phot retrofucker.com sax xxxc
hijam freexpussy.com tamil bdsm
drashti dhami hot turkishporn.mobi tamil mature nude