PARANÁ: Saúde recomenda 10 passos para a prevenção da mortalidade materna por Covid-19

Guia é dirigido a gestores e profissionais da saúde que atuam nos pontos de atenção na Linha de Cuidado Materno Infantil, em unidades e serviços de saúde. Em 2020 foram registrados 17 óbitos de gestantes e puérperas e neste ano, entre janeiro a abril, 26 óbitos.

A Secretaria de Estado da Saúde apresentou nesta sexta-feira (30), junto ao Comitê Estadual de Prevenção à Mortalidade Materna, Infantil e Fetal, um documento-guia com os 10 passos prioritários para a assistência qualificada às gestantes e mulheres que recém deram à luz (puérperas). O objetivo é evitar mortalidade materna por Covid-19. Em 2020 foram registrados 17 óbitos maternos pela Covid-19 e neste ano, entre janeiro a abril, 26 óbitos.

O guia é dirigido a gestores e profissionais da saúde que atuam nos pontos de atenção na Linha de Cuidado Materno Infantil, em unidades e serviços de saúde. O guia já foi pactuado junto à Conselho Estadual de Saúde (CES/PR) e Comissão Intergestores Bipartite do Paraná.

“A Secretaria da Saúde tem um olhar especial às gestantes desde o início da pandemia com recomendações específicas para este momento de atenção à mulher”, disse o secretário Beto Preto. Ele lembrou que gestantes são consideradas grupo de risco para a Covid-19, especialmente no 3º trimestre de gravidez ou no período pós-parto.

“Diante deste contexto, as ações de atenção e vigilância em saúde são imperativas na prevenção da mortalidade materna e visam assistência oportuna e precisa. Por isso a elaboração deste documento com os 10 passos que garantem mais proteção”, explicou Beto Preto. “O mês de maio está começando e este trabalho da Saúde é também uma forma de reforçarmos nosso carinho e dedicação às mães e futuras mamães”.

DOCUMENTO – O guia foi elaborado pela Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde, que destacou medidas já adotadas no pré-natal, mas que devem ser redobradas na pandemia. É observado que as manifestações clínicas apresentadas em gestantes infectadas pelo Sars-CoV-2 são amplas, variando do quadro assintomático a grave e potencialmente fatais.

“Grande parte das gestantes apresenta quadros clínicos leves ou moderados. De 1% a 5% necessitam de suporte ventilatório ou cuidados em unidade de terapia intensiva e que estão diretamente ligados aos caso de óbito materno”, destacou a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes.

PASSOS –A Secretaria da Saúde vem ressaltando desde o início da pandemia que as mulheres devem ser encorajadas a buscar o serviço de saúde para as consultas de pré-natal e puerpério de rotina. Maria Goretti destaca que, caso tenha contato com suspeitos ou confirmados de Covid-19, a mulher deve relatar o fato e possíveis sintomas ao profissional deste serviço.

“O que a gestante não deve fazer é interromper ou deixar de buscar este acolhimento das equipes profissionais, conforme destacamos na Nota Orientava da Secretaria da Saúde número 09/2020, que trata da Linha de Cuidado Materno Infantil durante a emergência de saúde pública da infecção pelo coronavírus. Este é o primeiro passo apresentado no documento pactuado hoje”, ressaltou Maria Goretti

O segundo passo aponta que o profissional deve orientar gestantes e puérperas a prevenirem a infecção por meio de distanciamento físico, uso de máscaras e práticas de higiene, incluindo etiqueta respiratória e higienização das mãos com água e sabão ou com álcool gel 70%.

Na sequência, o guia destaca a necessidade da triagem respiratória, realização de diagnóstico, diagnóstico diferencial e tratamento oportuno, além de orientação para isolamento qualificado.

O guia também destaca o esclarecimento às gestantes e puérperas sobre sinais de agravamento da Covid-19 e a notificação na ferramenta near miss materno para acompanhamento específico na prevenção de óbitos. Inclui, ainda, garantir continuidade do cuidado de forma compartilhada entre a Atenção Primária à Saúde, Atenção Ambulatorial Especializada e Atenção Hospitalar e, também, realizar a imunização para Covid-19 para este público, incluindo as mulheres que estão amamentando.

“São passos elencados criteriosamente pela nossa equipe da Divisão de Atenção à Saúde da Mulher e que esperamos que sejam amplamente divulgados pelas Regionais da Saúde e serviços de saúde dos municípios, e que sejam implementados pelos profissionais que estão em contato direto com as gestantes”, complementou a diretora Maria Goretti.

COMITÊ DE PREVENÇÃO – O regimento interno do Comitê Estadual de Prevenção de Mortalidade Materna, Infantil e Fetal foi aprovado pela Resolução 341/2021. O Comitê tem o objetivo de fortalecer a Rede Estadual de Vigilância aos Óbitos com identificação correta de dados, priorizando a classificação de sua evitabilidade e conhecendo suas causas e fatores determinantes.

O Comitê tem, ainda, a meta de indicar a aplicação de cada um dos óbitos ocorridos como um evento sentinela no Estado. “Incentivamos também, por meio do Comitê, a realização de ações conjuntas e cooperativas junto à sociedade para a melhoria da qualidade de vida e assistência à saúde das mulheres no período reprodutivo, gestacional, no parto, no nascimento dos filhos e no puerpério”, explicou Maria Goretti.

Participam do Comitê Estadual de Prevenção da Mortalidade Materna, Infantil e Fetal todas as áreas da Secretaria da Saúde, Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Conselho Estadual de Saúde, Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Paraná, instituições de saúde, associações representando profissionais da saúde e universidades.

Instituições representativas da sociedade civil organizada também são convidadas a apoiar e implementar as ações do Comitê Estadual.

PUBLICAÇÕES –A partir desta sexta-feira (30) até 09 de maio, Dia das Mães, a Secretaria estadual da Saúde fará publicações diárias em suas redes sociais destacando os 10 passos para a prevenção da mortalidade materna por Covid-19. A expectativa é alcançar o maior número possível de profissionais da área com estas recomendações.

FONTE: AEN/PR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

xxxvom redwap.website fb hot
bf bengali sex porneff.comonly indian porn
sex dehli joxnxx.com fresh hd porn
semaraja hdporn.tech bf dekha
indian girl shitting gofuckgirls.com pak nude
x videos ind justindianporn.pro indian xv videos
mallu kumtaz hot kompoz.eu sonakshi sinha bikni
asham sex letmejerk.fun sri lanka xxx
free indian teen porn videos tubeskanks.com meenakshi sheshadri sex
big booms aunties sex porntsunami.com xvideo reshma
ups battery tubesafari.pro ray ban sunglasses
sleeping girl xnxx sexmixxx.com mimi chatterjee
sexi phot retrofucker.com sax xxxc
hijam freexpussy.com tamil bdsm
drashti dhami hot turkishporn.mobi tamil mature nude