Bandido armado rouba motoristas de aplicativos e morre em troca de tiros com a polícia em Campo Grande

Buscas são realizadas para tentar localizar comparsa; dois veículos foram recuperados pelo Batalhão de Choque.

Ladrão, ainda não identificado, morreu em troca de tiros com policiais militares do Batalhão de Choque, na madrugada desta segunda-feira (9), em Campo Grande (MS). Conforme a polícia, ele estava envolvido no roubo de pelo menos dois veículos de motoristas de aplicativo, usados para tentar fugir de abordagem policial.

Segundo o registro policial, no primeiro caso, o suspeito e um comparsa roubaram um veículo, após solicitarem uma corrida por meio de aplicativo. À polícia, a vítima contou ter aceitado a corrida e, no meio do caminho, a dupla anunciou o assalto. Um dos bandidos assumiu a direção e o dono do carro só conseguiu fugir do veículo no momento em que os criminosos pararam para abastecer.

Após fugir, a vítima acionou a polícia, que conseguiu localizar o veículo na região da avenida Gunter Hans. Houve perseguição até a região do bairro Celina Jalad, nas imediações do Portal Caiobá, onde os suspeitos acabaram perdendo o controle do veículo e parando em uma região de mata.

De acordo com o Choque, os dois suspeitos que estavam no carro fugiram a pé, em sentidos opostos. Um deles ainda acionou outra corrida, pelo mesmo aplicativo, e roubou o segundo carro. Na fuga, o suspeito foi surpreendido por outra viatura, mas desrespeitou ordem de parada, momento que iniciou o confronto.

Ao arrancar com o carro, o condutor mais uma vez perdeu o controle da direção e acabou parando um terreno baldio. A polícia afirma que o ladrão teria mais uma vez atirado contra os policiais, que revidaram e o atingiram.

Arma calibre 357 usada por bandido em confronto — Foto: Choque/ Reprodução
Arma calibre 357 usada por bandido em confronto — Foto: Choque/ Reprodução

O homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no Hospital Regional. De acordo com o registro policial, o autor dos roubos estava com um revólver, de calibre 357, sendo uma arma de alto poder de fogo.

O comparsa conseguiu fugir e ainda não foi encontrado. Os dois veículos foram recuperados pelo Batalhão de Choque.

Fonte: G1/

Por g1 MS — Mato Grosso do Sul