GUAÍRA: ÚLTIMA VÍTIMA DA PRAIA DO SOL E ENCONTRADA APÓS 120 HS. (ver vídeo).

Ela e os irmãos, de 13 anos, e um homem de 47 anos se afogaram em uma prainha no Rio Paraná, em Mundo Novo (MS). Corpo da adolescente foi encontrado após seis dias de buscas.
O corpo da trigêmea afogada no Rio Paraná, em Mundo Novo (MS), foi encontrado nesta sexta-feira (06-11), em Guaíra, no oeste do Paraná, segundo o Corpo de Bombeiros.
De acordo com os bombeiros, um amigo da família que acompanhava as buscas reconheceu o corpo da menina de 13 anos.
Socorristas faziam as buscas desde sábado (30-11), quando ela, os dois irmãos e um homem de 47 anos se afogaram em uma prainha de água doce no rio.
de acordo com o comando de bombeiros de Mundo Novo MS, as buscas no rio paraná seçarão na tarde desta seta feira. (ver vídio)

Oito presos escapam pelo exaustor da Cadeia Pública de Marechal Rondon.

Ele serraram o exaustor e fugiram pelo buraco da cela
Oito presos fugiram na madrugada desta sexta-feira (06-12) da carceragem da Cadeia Pública de Marechal Cândido Rondon – Oeste do Paraná.
Durante a ronda por volta das 5 horas os agentes perceberam a fuga. Os presos saíram pelo buraco do exaustor, após serrarem o equipamento que serve para circular o ar nas celas.
No espaço estavam 22 presos, muitos deles perigosos de facções criminosas, alguns presos em Marechal Cândido Rondon e outros na região Oeste do Paraná.
Assim que percebida a fuga, as equipes policiais foram chamadas para auxiliar nas buscas, mas até o momento nenhum foi recapturado.
A unidade conta agora com 109 horas detidos. O Depen (Departamento Penitenciário do Estado) que é o responsável pelo espaço tomará as medidas necessárias para ajustar a parte danificada da estrutura e evitar novas fugas.

Ladrões invadem churrasco em Arapongas e roubam carros

Seis pessoas foram feitas reféns
Seis pessoas que participavam de um churrasco em Arapongas foram feitas reféns durante um assalto. Três mulheres e três homens estavam em uma casa no centro da cidade, quando o local foi invadido. O crime aconteceu durante a madrugada desta quinta-feira (05-11).
As vítimas foram amarradas e deixadas em uma estrada rural próxima da PR-218. Elas chamaram a Polícia Militar (PM) e contaram que quatro ladrões invadiram a casa.
Os criminosos roubaram dois carros, uma Amarok e uma S10. Após o crime, todos foram amarrados e levados até uma estrada rural na PR-218. Somente quase duas horas depois do crime, as vítimas conseguiram se soltar e chamaram a PM.
Buscas foram realizadas, mas até o momento, os veículos não foram encontrados. Os ladrões também não foram localizados.
FONTE:TN Online

Identificada vítimas mortas em confronto com a PM em Toledo.

FONTE: Catve.com
Situação aconteceu no distrito de Boa Vista, após a equipe da PM receber uma denúncia sobre tráfico de drogas
O Instituto Médico-Legal de Toledo identificou os dois homens mortos em confronto com a Polícia Militar, na tarde de quarta-feira (O4-11) na área rural do município. Trata-se de Fabiano Aparecido Castilho e Fabiano Antônio de Souza, os dois com 35 anos.
Confronto aconteceu no distrito de Boa Vista, após a equipe da PM receber uma denúncia sobre tráfico de drogas.
Policiais da Rotam foram ao local e avistaram o veículo Jetta com placas de Toledo. Ao tentar abordagem, os dois homens que estavam no carro reagiram e houve confronto. Os ocupantes do Jetta foram baleados, não resistiram aos ferimentos e morreram no local da ocorrência.
No local foi apreendido 19 buchas de cocaína, que totalizaram sete gramas da droga, além de uma pistola 9 mm e um revólver. Os corpos foram recolhidos pelo IML de Toledo.

Motorista de caminhonete morre em colisão frontal na BR-277 em Céu Azul (PR). (ver vídeo)

Um homem que dirigia uma caminhonete Chevrolet S10 morreu na manhã desta quarta-feira (4) na BR-277, em Céu Azul.
A caminhonete, que seguia no sentido Cascavel, invadiu a faixa contrária e bateu de frente contra uma carreta que transportava bobinas e transitava no sentido Foz do Iguaçu.
O acidente foi registrado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) por volta de 10h45, na altura do quilômetro 634 da rodovia.
O motorista morto tinha 47 anos de idade.
Neste momento, o trânsito foi parcialmente desviado através de uma via marginal, o que eliminou a necessidade do pare-e-siga.
O trânsito está fluindo em meia pista, no sistema pare-e-siga. As informações e imagens são da PRF.

PRF recupera caminhão furtado e apreende 200 mil carteiras de cigarro em Terra Roxa (PR)

FONTE:Texto Fernando Oliveira/Agência PRF
Caminhão de uma equipe de assadores de boi no rolete havia sido furtado em Marechal Cândido Rondon (PR)
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu cerca de 200 mil carteiras de cigarro no início da manhã desta terça-feira (03-12) em Terra Roxa, na região oeste do Paraná.
Avaliada em R$ 1 milhão, a carga contrabandeada do Paraguai estava em um caminhão estacionado no centro da cidade.
Uma equipe da PRF que passava pelo local desconfiou do veículo e decidiu vistoriá-lo. O motorista não foi encontrado.
Com placas clonadas, o caminhão havia sido furtado na madrugada do último dia 9 de setembro, em Marechal Cândido Rondon (PR).
O caminhão era utilizado por uma equipe de assadores de boi no rolete. O furto foi noticiado pela imprensa, na ocasião.
A Polícia Rodoviária Federal fez contato com o proprietário, que tinha seguro do veículo. Mesmo assim, ele disse que irá até a Delegacia da PRF em Guaíra para rever o caminhão furtado há quase três meses.
A equipe da PRF encaminhou a ocorrência para a Receita Federal em Guaíra.

IAP orienta proprietários a acompanharem o Cadastro Ambiental Rural.

FONTE:aen.pr.gov.br
O acompanhamento do CAR é necessário para complementar ou corrigir informações. O não atendimento das notificações poderá implicar no cancelamento do CAR.
O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) alerta os proprietários e possuidores de imóveis rurais (donos que não residem no local) para acompanharem o seu Cadastro Ambiental Rural (CAR). O órgão faz a análise dos cadastros e em muitos casos retorna com pedidos de complementação para conclusão do processo.
A finalização do cadastro deve ser feita por meio da Central do Proprietário/Possuidor em http://www.car.gov.br/#/central/acesso. O não atendimento das notificações poderá implicar no cancelamento do CAR.
CORRIGIR – As informações do CAR são declaratórias e compete ao IAP a verificação e validação destas informações por meio do Módulo Análise do Sistema de Cadastro Ambiental Rural.
“A fase de análise é momento em que o IAP solicita ao proprietário ou possuidor para complementar as informações ou corrigir possíveis inconsistências identificadas que podem ter sido inseridas no momento da inscrição”, explica o chefe do departamento de Monitoramento da Vegetação do IAP, Pedro Gomes Bernardino.
Ele explica que após ter em mãos o recibo de inscrição no CAR é necessário criar o cadastro na Central do Proprietário/Possuidor. “Caso alguma informação tenha sido declarada errada no CAR é necessário realizar a retificação do cadastro”, complementa Bernardino.
REAL SITUAÇÃO – A análise do CAR permitirá que os imóveis estejam corretamente cadastrados, sem sobreposições e com informações ambientais consistentes que reflitam a real situação em campo, de acordo com a legislação vigente, garantindo a segurança jurídica ao proprietário/possuidor.
Os resultados das análises são enviados via Central do Proprietário/Possuidor. Este o canal para o envio e atendimento das notificações. Elas podem ser enviadas também via correios com aviso de recebimento, por entrega presencial nos escritórios regionais ou por publicação em diário oficial.
CAR – O Cadastro Ambiental Rural é um registro público eletrônico de âmbito nacional, obrigatório para todos os imóveis rurais, instituído pela Lei Federal nº 12.651/12.
O Paraná possui cerca de 450 mil imóveis rurais com CAR e que estão registrados no Sistema Nacional de Cadastro Ambiental Rural (Sicar), correspondendo a 16 milhões de hectares.
PRAZO – A Lei n° 13.887, de 17 de outubro de 2019, estabeleceu prazo indeterminado para aderir o CAR. Portanto, atualmente todo imóvel rural deve estar cadastrado no SICAR.
REGULARIZAÇÃO AMBIENTAL – O Programa de Regularização Ambiental (PRA) compreende o conjunto de ações ou iniciativas a serem desenvolvidas por proprietários e/ou possuidores rurais com o objetivo de adequar e promover a regularização ambiental de seus imóveis rurais, com vistas ao cumprimento do disposto no Capítulo XIII da Lei nº 12.651/2012.
Realizada a inscrição no CAR, os proprietários ou possuidores de imóveis rurais com passivo ambiental relativo à supressão irregular de remanescentes de vegetação nativa, ocorrida até 22 de julho de 2008, em Áreas de Preservação Permanente (APP), de Reserva Legal (RL) e de uso restrito (AUR), poderão solicitar a adesão ao PRA para proceder à regularização ambiental de seus imóveis rurais.
A regularização poderá ser efetivada mediante recuperação, recomposição, regeneração ou compensação. A compensação aplica-se exclusivamente às RL suprimidas até aquela data.

Andorinhas: Polícia Federal deflagra ações contra tráfico de drogas na fronteira

Os mandados para deter suspeitos da organização criminosa são cumpridos em Foz do Iguaçu
A Polícia Federal deflagrou a Operação Andorinhas na manhã desta quinta-feira (28-11) com vários mandados cumpridos na cidade de Foz do Iguaçu. A investigação teve início em março de 2019, quando policiais federais em atuação no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu prenderam em flagrante uma brasileira que esta tentava embarcar em um voo da empresa LATAM com destino a cidade de Maceió/AL com aproximadamente dois kg de cocaína.
Naquela oportunidade foram constatados indícios de envolvimento de funcionários da companhia aérea, os quais estariam de alguma forma auxiliando na acomodação da droga na bagagem da referida passageira, burlando a fiscalização das autoridades.
A partir da instauração do Inquérito Policial, a Polícia Federal em Foz do Iguaçu conseguiu identificar organização criminosa especializada no tráfico de drogas desta região de fronteira para outras unidades da Federação. O esquema criminoso utilizava como “mulas” principalmente moças jovens de classe média da região de Foz do Iguaçu. Para o sucesso do esquema criminoso foram aliciados funcionários de empresa aérea responsáveis por facilitar o embarque da droga e burlar a fiscalização aeroportuária.
As investigações permitiram vincular duas outras apreensões de cocaína realizadas no fim de 2018 no Aeroporto Internacional de Guarulhos/SP.
No dia 06/12/2018 uma jovem de 18 anos foi presa no Aeroporto de Guarulhos com aproximadamente dois quilos de cocaína. A jovem havia embarcado em Foz do Iguaçu e tinha como destino a cidade de Maceió/AL.
Em 15/12/2018, outra jovem, de 24 anos, também foi presa no Aeroporto de Guarulhos transportando dois quilos de cocaína. Assim como na apreensão anterior, a jovem havia embarcado no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e tinha como destino final a capital alagoana.
No curso das investigações a Polícia Federal conseguiu relacionar as apreensões e identificar outros integrantes da organização, tendo representado pela expedição de Mandados de Busca e Apreensão e de Prisão Preventiva junto ao Juízo da 5ª Vara Federal de Foz do Iguaçu.
A operação foi batizada com o nome de Andorinhas em referência às aves que costumam migrar de zonas mais frias em busca de calor em regiões mais quentes, atividade que guarda relação com a rota utilizada pela organização criminosa e com o emprego de jovens como mulas do tráfico.
São cumpridos sete mandados de busca e apreensão e quatro mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça Federal. Todos os alvos da operação ANDORINHAS são de Foz do Iguaçu.
Ao todo sete pessoas foram indiciadas pela prática dos crimes de tráfico de drogas e organização criminosa, com previsão de penas de reclusão de cinco a 15 anos e três a oito anos, respectivamente.
fonte:Catve.com

Agricultor é assassinado a facadas no interior de Assis Chateaubriand.

Autor do crime é vizinho da vítima e a motivação seria um desentendimento entre eles
Lourival Boffo, de 51 anos anos, foi assassinado a facadas na tarde de terça-feira (26), em uma propriedade rural no distrito de Bragantina, em Assis Chateaubriand. O autor do crime é vizinho da vítima e a motivação, ao que tudo indica, seria um desentendimento entre eles.
Informações apuradas pela Polícia Civil dão conta de que autor e vítima acabaram discutindo e durante a briga o agressor golpeou Louriva com diversas facadas. Socorristas do Samu foram mobilizados, mas quando chegaram ao local o agricultor já estava sem vida.
Após o crime, o suspeito fugiu. A Polícia Civil já tem a identificação do autor, que até o momento não foi localizado. A motivação do crime seria uma desavença entre os dois vizinhos e este imbróglio já se estendia há algum tempo.
O corpo de Lourival foi encaminhado ao IML (Instituto Médico-Legal) de Toledo.
FONTE: POLICÍA WEB

Mais de 10 envolvidos com tráfico de cocaína são presos pela Polícia.

Investigação que durou três meses descobriu o esquema de venda de cocaína na região de Boa Vista da Aparecida.
Pelo menos 10 pessoas já foram presas durante a operação da Polícia Civil denominada Alba Lutum contra organização criminosa que envolvida com tráfico de drogas de cocaína.
As ações deflagradas na manhã desta quarta-feira (27) contam com pelo menos 60 oficiais que cumprem 14 mandados de prisão. De acordo com a Polícia Civil, as investigações começaram há cerca de três meses e conseguiu identificar alguns envolvidos com o transporte e venda da droga.
Além de policiais de Capitão Leônidas Marques, prestaram apoio à operação equipes da Polícia Civil de Cascavel e Laranjeiras do Sul, do Núcleo de Operações com Cães da Denarc (Divisão Estadual de Narcóticos) e também da Polícia Militar.
FONTE: Catve.com